Policial

Brasil: Polícia encontra veneno de rato em marmitas que mataram moradores de rua

Perícia criminal encontrou veneno de rato em marmitas

Perícia realizada nas marmitas que mataram dois moradores de rua em Itapevi, cidade do interior de São Paulo, no último dia 22 de Julho, encontrou veneno de rato misturado à comida.

“Só vou falar isso: os laudos deram positivo para ‘chumbinho’ nas marmitas e no estômago do cachorro”, afirmou o delegado Aloysio Ribeiro de Mendonça Neto, titular da delegacia de Itapevi, em entrevista ao jornal Agora. Um garoto de 11 anos, que também ingeriu o alimento, permanece internado e sem previsão de alta.

As marmitas foram doadas por integrantes de uma igreja evangélica da cidade. A pastora Agda Lopes Casimiro afirmou à polícia que foi responsável por preparar a comida, mas negou que houvesse problemas. Ele afirmou que a própria família comeu o alimento, sem passar mal.

A polícia agora investiga se a comida foi envenenada no posto ou no momento da preparação, assim como o motivo do ato.

O caso deixa de ser “morte suspeita” e de agora em diante será tratado como homicídio doloso. Um tuíte divulgado por Roberta Bastos, que se identifica como escritora do Blog do Unai, causou revolta nas redes sociais nesta quarta-feira (29).

Na publicação, Beta revela uma foto em que um senhor teria recebido ração de cachorro ao pedir um pedaço de pão acompanhar a comida.

“Este senhor estava sentado do lado de fora de uma casa,pedindo um pedaço de pão para acompanhar a “comida” que alguém lhe dera porque ele não estava conseguindo engolir. Deram um prato com comida e ração para cachorro. Isso vai além da maldade! Que nojo dessa gente!”, tuitou, sem identificar quando e onde o fato teria ocorrido.

 

Fonte: Record

Facebook Comentários
Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar