Policial

Bebê de 02 anos baleado na cabeça em Vilhena e transferido para hospital de Cacoal sobrevive e se recupera bem

Mãe da criança, que tem nome bíblico, diz que foi “um milagre de Deus”.

Duas boas notícias no mesmo dia para mãe e bebê envolvidos num episódio que comoveu Vilhena: na manhã de ontem (quinta-feira, 14), a diarista Paula Cristina de Oliveira, de 32 anos, que levou 5 tiros, recebeu alta do hospital, e o filho dela, Benjamin de Oliveira da Paixão, de apenas 02 anos, transferido para Cacoal após ser baleado na cabeça, saiu da intubação e começa a acordar.

O episódio aconteceu na noite de terça-feira, quando um homem armado com pistola, que tentava matar Matheus Henrique Gonçalves Malta, de 21 anos, atingiu também a mulher e a criança.

Por telefone, chegando em casa após ser liberada pelo Hospital Regional, onde passou por cirurgia, Paula contou que o pequeno Benjamin nem precisou ser operado e já está se recuperando. Ela considera a sobrevivência da criança, que tem nome bíblico, “um milagre de Deus”.

Paula anunciou que concederá entrevista para se manifestar em relação a comentários envolvendo seu nome. Ela nega qualquer envolvimento em crimes e disse que irá à justiça contra quem fez insinuações num momento em que, tanto ela quanto o filho lutavam por suas vidas.

“Muita gratidão a todos que fizeram orações. Só tenho a agradecer ao Bem Maior por ter nos protegido o tempo todo”, disse Paula, ainda se recuperando, em mensagem ao site.

A foto do bebê usada nesta reportagem foi enviada pela própria mãe, que autorizou a publicação da imagem.

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comentários

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)