Policial

Apenado de 22 anos foi morto a tiros no bairro Cristo Rei e é a 10º vítima de homicídio em Vilhena

Polícia Civil investigará autoria e motivação do homicídio

O décimo homicídio do ano de 2024 teve como vítima Adailton Gonçalves de Oliveira, de 22 anos, e aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 15 de Fevereiro, em frente a uma residência da rua 1.515 do bairro Cristo Rei, no setor 15, em Vilhena/RO. (Veja Aqui)

Conforme apurado, moradores da localidade ouviram cinco disparos de arma de fogo vindo de dentro de uma casa, que seria usada como boca de fumo e ao saírem para fora não viram mais nada, porém, gemidos de dentro da casa, acionando rapidamente a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros Militares e a Polícia Militar.

Rapidamente o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar chegaram, contudo, ao adentrarem ao local constataram que Adailton já se encontrava em óbito. A vítima estava portando uma faca.

Um usuário de entorpecentes que estava no local disse que a vítima chegou correndo e já baleado, quando caiu e faleceu. No entanto, devido ao estado em que estava esse usuário de drogas, não dá para saber se é verdade o que ele disse.

Ele foi atingido por dois disparos nas costas, dos quais um quase transfixou no peito, um atrás da orelha esquerda e outro na virilha esquerda, fazendo com que ele não resistisse aos ferimentos.

Adailton fazia o uso de tornozeleira e segundo a polícia, tinha diversas passagens por crimes como roubo e furto, no entanto, não é possível saber ainda a autoria e motivação do crime, apesar de que tudo indica para um acerto de contas.

A área foi isolada para perícia criminal da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e após isto, o cadáver foi liberado para funerária Canaã, onde amanhã pela manhã passará por exames de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) e a tarde liberado para velório e sepultamento.

A autoria e motivação do crime ainda são desconhecidos, haja vista que não há testemunhas de o que possa ter ocorrido dentro da casa e nem mesmo relatos de quantas pessoas participaram da execução e se estavam de carro, a pé, bicicleta ou moto.

A Polícia Civil através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) agora devem investigar o caso para elucidar o 10º homicídio do ano na cidade em apenas 45 dias.

Redação

Rota Policial News

 

 

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)