Policial

Advogados e servidores públicos são investigados por associação criminosa e tráfico de influência em Vilhena

Segundo o MP, investigados são suspeitos também por crimes de advocacia administrativa, corrupção ativa e passiva e violação de sigilo funcional

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Cerejeiras, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), cumprindo decisão da 2ª Vara Genérica daquela localidade, realizou na manhã desta terça-feira (28/05) buscas e apreensões nos domicílios residenciais e profissionais de seis pessoas investigadas pelas práticas de crimes de advocacia administrativa (art. 321 do Código Penal), tráfico de influência (art. 332 do Código Penal), corrupção ativa e passiva (art. 317 do Código Penal), violação de sigilo funcional (art. 325 do Código Penal) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal).

A decisão judicial foi cumprida nos municípios de Porto Velho, Ji-Paraná, Vilhena, Cerejeiras e Corumbiara, e inclui ainda o afastamento cautelar de dois servidores públicos estaduais. A identidade dos envolvidos será mantida em sigilo em atenção ao princípio da intimidade e do devido processo legal, abrangido que está o princípio da presunção de inocência. Todos os direitos constitucionais e infraconstitucionais dos envolvidos foram assegurados pelos policiais civis e militares que auxiliaram no cumprimento da decisão.

A operação é denominada PITONISA em referência a denominação dada a um dos integrantes da associação criminosa: oráculo.

Fonte: Ascom MPRO

 

Google

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Adblock detectado

Por favor nos ajude a manter o site no ar e desative seu Adblock. Agradecemos pela compreensão! :)